sábado, 15 de maio de 2010

Vítimas de pedofilia ”desviam” dinheiro das indenizações pagas pela Igreja



Olá meus sobrinhos, tia está passando por aqui para postar para vocês uma matéria bem interessante, que aborda uma polêmica envolvendo as questões da Pedofilia dentro da Igreja, a partir de uma visão diferenciada, da vista na mídia, e de como está nos sempre coloca e impõe. Uma matéria bem interessante postada pela Comunidade Shalom. 

Il Giornale

Ele havia sido admitido no programa de ajuda e de proteção às vítimas da pedofilia instituído pela diocese da Philadelphia, nos EUA, mas os mais de 100 mil dólares que recebeu entre 2007 e 2010 para pagar as sessões de psicoterapia foram, na realidade, usados para pagar a mensalidade do campo de golf, o aluguel e também para aumentar o tamanho dos seios da sua namorada com uma intervenção de cirurgia plástica.

A história de Michael W. McDonnel, relatada pelo Philadelphia Inquirer, representa o outro lado da moeda dos abusos sexuais de menores cometidos por sacerdotes e religiosos. Nos últimos anos, inúmeras dioceses norte-americanas foram sacudidas pelos pedidos de indenização e foram à falência. Multiplicaram-se os estudos legais especializados nesse tipo de processos e, diante da pressão da opinião pública, a Igreja pagou às vezes sem muitas verificações.

O caso que surgiu nos últimos dias é emblemático nesse sentido. McDonnel, 41 anos, foi preso na última sexta-feira em Doylestown, acusado de furto e fraude. Em 2007, ele havia afirmado ter sido molestado por dois sacerdotes quando era coroinha na Philadelphia e tinha 11 anos. Não se lembrava dos nomes dos dois padres pedófilos, mas a diocese o inseriu mesmo assim no programa de apoio às vítimas.

Assim, o homem começou a apresentar à Igreja os recibos das sessões de psicoterapia que deviam tratá-lo, ajudá-lo a superar o trauma sofrido. Durante três anos, até fevereiro passado, McDonnel apresentou o impressionante número de 662 pedidos de reembolso das sessões, que custavam 130 dólares a hora, um total de 87.135 dólares. Além disso, ele pediu e obteve o reembolso dos gastos para as mudanças que teve que fazer, cerca de 13 mil dólares.

Um detetive do condado, que estava investigando irregularidades referentes a uma atividade de McDonnel, se defrontou casualmente com a verdade. “McDonnel – explicou o procurador distrital do condado de Bucks, David W. Heckler – preparava sozinho os falsos recibos usando o seu computador de trabalho. Na realidade, essas sessões de psicoterapia tão necessárias para superar o trauma sofrido por uma criança nunca ocorreram”. E agora é mais do que lícito duvidar também do relato que o homem fez acusando os dois sacerdotes desconhecidos. O episódio dos abusos, porém, não entrou de nenhum modo em questão, e o advogado de McDonnel, Christopher Serpico, declarou: “A partir do que me foi dito, o meu cliente foi verdadeiramente abusado aos 11 ou 12 anos”.

A arquidiocese da Philadelphia, por isso, aceitou pagar sem verificar, no entanto, como o dinheiro era gasto. O porta-voz da Igreja local, Donna Farrel, não quis comentar a notícia e disse que não sabia quais verificações haviam sido feitas sobre o caso, mas confirmou que a diocese procurou de todos os modos simplificar, nos últimos anos, os procedimentos de financiamento às vítimas. E talvez simplificou demais.

Das investigações, foi revelado que não se sabe onde uma boa parte do dinheiro obtido com os falsos recibos foi parar. Mas uma parte foi usada para pagar o aluguel, a limpeza da casa, a mensalidade do campo de golf, mas também as consultas do cirurgião plástico que interviria para aumentar os seios da namorada de McDonnel.
O homem não fraudou apenas a Igreja Católica. A polícia também descobriu que ele embolsou mais de oito mil dólares de doações destinadas às vítimas do alcoolismo e das drogas, no período em que McDonnel trabalhava em um programa social público, dedicando-se à coleta de fundos.

Espero que tenham gostado da matéria, de certa maneira elas nos demonstra um outro lado da moeda. Claro que devemos continuar firmes e orantes por Nossa Igreja, que é Santa porque é regida por Deus, e pecadora porque é regida por homens, pois onde habita o homem habita o pecado, e através de nossas orações e lutas, vamos vencendo todas essas dificuldades impostas pelo inimigo, pois no final de contas a Igreja é o nosso canal de graça e salvação. Um abraço a todos, beijos. Tia Eliana Company

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tia Eliana Company

Loading...

Pesquisar este blog

Venha fazer parte dessa linda Família