terça-feira, 17 de agosto de 2010

Juventude: a favor da vida e pela paz


Olá meus queridos, é muito bonito poder ver toda essa juventude que se reuniu na Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro, em uma Vigília da Juventude com um dos temas voltados para a Jornada Mundial da Juventude em 2011. Que possamos nos reunir em outros eventos aqui no nosso Rio de Janeiro para que os jovens possam dar sempre esse testemunho em vivneicar as coisas em Deus. Estou orgulhosa desses sobrinhos que participaram dessa vigília. Que abriram mão da madrugada de sábado, onde poderiam estar dormindo, devido a noite que a noite bem fria, se doaram em prol da evangelização.

Um dos momentos mais bonitos, foi a procissão pelas ruas do Centro do Rio, em especial na Lapa, no meio da madrugada, onde os jovens caminhavam demonstrando o que é, e como  deve ser jovens cristãos. Que Deus possa sempre conduzir e abençoar a todos vocês que participaram deste grande evento, assim como aqueles que não puderam participar por algum motivo. Outras Vigílias dessa virão. Para que todos possamos ter essa oportunidade de testemunhar e fazer a boa nova que esses jovens fizeram. Beijos. Tia Eliana Company.


O encerramento da primeira vigília promovida pelo Setor Juventude (SJ) da Arquidiocese do Rio foi marcado por uma procissão que seguiu da Catedral Metropolitana em direção à Igreja da Candelária. Após uma madrugada inteira de orações, escuta da Palavra de Deus e de testemunhos de jovens que experienciaram em suas vidas o amor misericordioso e transformador de Jesus, rapazes e moças quiseram se fazer presentes ao local onde há 17 anos houve uma chacina que exterminou 8 pessoas na Cidade.

O Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, e o Padre responsável pelo SJ, Renato Martins, foram à frente da caminhada. Ao chegar à Candelária, os jovens formaram, com o seu prório corpo e com bolas azuis e brancas, as palavras Jornada Mundial da Juventude (JMJ), paz e Rio, simbolizando o desejo de paz que apresentavam em suas orações a Deus e também a vontade de que a Cidade Maravilhosa sedie a JMJ de 2015.

- A paz que nós esperamos, que nós buscamos, essa paz é o próprio Jesus. É o próprio Senhor. É nele que nós a buscamos, para anunciar e trabalhar para que na juventude haja vida e para que não mais haja extermínio de jovens, para que nós não precisemos mais ter, como em vermelho (desenhado no chão em frente à Igreja da Candelária), 8 vítimas, que aqui foram mortas. Mas não só: também tantos outros jovens que morrem em nossa Cidade e pelo mundo afora, não só deste tipo de morte, mas também das mortes pelas drogas, das mortes pelo álcool e, principalmente, pela falta de vida eterna, disse o Arcebispo.


Dom Orani também acrescentou:

- Vocês, que vieram aqui, vieram para testemunhar este compromisso com a vida da juventude. São os jovens que querem a vida e a vida em plenitude com Cristo.

Em seguida, o Arcebispo convocou os presentes a proclamarem: " Vida sim! Juventude cristã: vida sim!", assumindo o compromisso de levar a vida em Cristo a toda esta juventude.

A conclusão da manifestação pública a favor da paz e pela vida foi um abraço simbólico à Candelária para a oração do Pai Nosso, quando o SJ, que reúne todas as espiritualidades ligadas à juventude da Arquidiocese, pôde se integrar, conforme o tema escolhido para a noite de oração: "Que todos sejam um", para que a vida possa cada vez mais ser um direito de todos e para que a paz esteja presente nas fronteiras da Cidade, do mundo e também entre todos os jovens.




 Fonte: Arquidioce do Rio de Janeiro

Tia Eliana Company

Loading...

Pesquisar este blog

Venha fazer parte dessa linda Família